terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Capitulo 8



                                  Continuação Max's Pov


- NATHAN SEU IDIOTA VOLTA AQUI! - desci correndo as escadas atrás do retardado do Nathan que corria só de box pela casa, rindo escandalosamente.


- O QUE É ISSO? -Tom apareceu no pé da escada.


- NÃO TE METE QUE ISSO É ASSUNTO MEU E DO PIRRALHO.


- Pirralho que fez sexo na sua cama.


- CALADO SIVA! - gritei para ele.


- Calma Max! foi...foi...não deu. Não ia cortar o clima. - Nathan falou atrás do sofá.


- Seu viadim! Você me paga! - apontei para ele.


- O que ta acontecendo aqui? – perguntou Jay ainda sonolento.


- O Nathan fez sexo na minha cama e sabe com quem? Roxy! - soltei as palavras em cima de Jay sem pensar.


- Com quem? - Jay perguntou desacreditado.


- Roxy! - tornei a falar, só que dessa vez baixo, vendo a cagada que eu cometi.


- Cara tu pegou a mina q eu tava pegando, nossa Sykes você hein. - Jay fingiu desprezo.


- EU A ODEIO! NÃO SEI QUE MERDA EU FIZ ONTEM MAS AINDA A ODEIO! - Nathan gritou apontando para Jay


- O que tem meu nome envolvido ai? - perguntou Roxy descendo as escadas apenas com a blusa do pijama e de calcinha.


- Agora é treta! - Tom riu tomando seu chá.


- Anda, quem é o primeiro a explicar? - perguntou Roxy brava.


- Não tem nada a explicar aqui Roxy. - Nathan falou.


- NÃO TEM? E aquela cena que eu vi quando entrei no meu quarto. – perguntei.


- QUE CENA? – Roxy perguntou assustada.


- Você e Nathan dormindo quase nus na cama dele. - Siva falou por mim dessa vez.


- É...é que...a...a gente tinha bebido um pouco.


- Vocês nem beberam ontem. - Jay se fez presente.


- Calado Jay!!


- Tem explicações? De qualquer jeito mesmo vou ter que colocar fogo nos lençóis. – falei.


- A...a gente... ME AJUDA NATHAN CARALHO. - gritou Roxy batendo no menino que tava distraído.


- EU? Eu não vou falar nada! Até porque esse dai também ta escondendo algo! - ele apontou pra mim. Como assim eles sabiam de algo cocei a nuca desconfiado.


- É verdade Max, não esconda.


- Eu não to escondendo nada. - sorri amarelo, olhando para Tom que me encarava.


- Nada mesmo? Megan...sexytime... - comentou Nathan, me fazendo querer mata-lo novamente.


- Do que vocês estão falando? - senti a vergonha tomar conta do meu rosto.


- DE VOCÊ TER DORMIDO NO QUARTO DE VISITAS COM A MEG!! - gritou Nathan, logo levando as mãos na boca por perceber a besteira que tinha feito.


- Você o que? - Tom falou incrédulo.


- Tom, não foi isso...


- Não foi o que o Nathan falou?


- Tom, foi só um engano... -Olhei para Nathan tomado pela raiva, querendo matá-lo por ter dito.


- Sério isso Max? É verdade que você dormiu com a Megan? - Jay perguntou.


- Cala a boca Jay! – Gritei.


- Fala Max... - Tom me encarava. Respirei fundo


- Sim cara. - ele fez aquela zoada irritante com a boca, continuei falando. - mas você disse que ela estava livre, que...


- Mas não enquanto eu estivesse ficando com ela. Tudo bem Max - ele falou, me espantando um pouco.


- Raiva?


- Não.


- Tom, eu fui só pedir desculpas e não resisti, você sabe que eu sou fraco. Se não fosse isso não tinha acontecido Nada! – falei.


- Epa! Perai que ela é minha melhor amiga! - Roxy gritou.


Olhei para ela, mas logo minha atenção foi desviada para outro local. Megan estava parada na escada me fitando, provavelmente tinha ouvido o que eu falei. Todos seguiram para onde olhava e ficaram calados.


- É serio isso Max? Eu sabia - ela desceu as escadas correndo e saiu porta afora da casa, a batendo com força.


- Isso é por você ter falado merda. - disse Roxy batendo em meu braço. - e isso Nathan, é por você ter aberto a sua maldita boca. - ela disse dando um tapa na cara dele. Ela subiu as escadas, enquanto todos ainda estávamos em choque, minutos depois desceu vestida e saiu da casa.


- Merda! - Nathan murmurou.


- Depois quem machuca as mulheres é eu e o Jay. - Tom voltou a cozinha o mais tranquilo possível.


                                         Roxy's Pov


Eu me troquei (http://www.polyvore.com/cgi/set?id=65599740&.locale=pt-br) peguei minhas coisas e fui atrás da Meg, aqueles meninos acabaram com o nosso dia. Cheguei em casa e fui conversar com ela, mas a porta estava trancada e o Som nas alturas com a musica do Enrique Gostoso Iglesias. Peguei alguns grampos de cabelo que ela largava no banheiro, e fui tentar abrir a porta, como sempre consegui. Digamos que no passado me envolvi com problemas desse tipo.


- MEGAN ABAIXA ESSA PORRA DE VOLUME.


- NÃO! SAIA DAQUI! ME DEIXA NAMORAR O ENRIQUE!


- DA LOGO PRA ESSE POSTER ENTÃO!!


- SE ELE TAMBÉM ME QUISESSE E NÃO ME REJEITASSE EU DAVA!


- MAX NÃO TA DANDO CONTA DO RECADO. - eu disse rindo e ela logo fechou a cara.


- Não queria tocar nesse assunto. Foi por esse motivo que me tranquei aqui ouvindo meu divo.


- Mas eu quero, anda sou sua melhor amiga, a gente tem que conversar.


- Conversar o que? Já basta aquilo que ele falou, eu sou muito burra mesmo. - ela se jogou na cama.


- Você burra? Haha, experimenta cometer o mesmo erro duas vezes como eu.


- Mas eu não devia cara...depois ele fica falando que se não tivesse ido só pedir desculpas nada disso teria acontecido.


- A gente aprende com os erros Meg, erramos uma e concertamos a outra é a vida. Agora eu não me canso de errar e quebrar a cara.


- Você dormiu com o Nathan de novo né? E dessa vez não foi nada de bebida.


- Não, isso é o que me da mais raiva. Eu cedi aos encantos dele, e o pior eu controlei tudo.


- Hmm sua safada, cedeu ao Nathan ainda comandou HAHA


- Mas ele tem uma pegada, que... da até calafrio de falar. - eu disse meio sonhando. - PARA ROXY.


- Haha ela gostou hmmm. Parece o Max...tem uma força com aqueles braços musculosos que...QUE EU TO FALANDO CARA?


- Ai e o Nathan com aquele jeito fofo safado dele, aaaa aquilo me mata.


- Mas cara, o Max me usou foi isso?


- Ele deve ter falado aquilo por causa do Tom que tava pressionando muito ele.


- Não sei, da vontade de ...de nada.


- De beijar ele?


- Também.


- Huum gamadinha no George.


- Olha quem fala que ta ai suspirando pelo Sykes.


- Quem dera fosse só suspiro. - eu disse rindo.


- Oh God! se entregando né sua safada!


- É que... o sexytime de ontem foi bom. - eu disse meio envergonhada.


- Hm Roxy aprovou as encochadas de Nathan sykes. Produção deem um like aqui pra ela - fingiu chamar alguém.


- Huum encochadas boas, mandou saudades. - eu disse rindo. - Oh God! Socorro.


- Roxy você esta se escutando? Oi? Falando assim do Nathan?


- Ai meu Deus, eu to com Sykes Fever. Põe a mão na minha testa, eu to quente? To doente?


-ta pior...Ta apaixonadinha HMMMMM


- Não apaixonada não, não pelo Sykes, eu prometi nunca mais me apaixonar por um cantor. Da ultima vez não deu muito certo.


- É verdade...


Ficamos lá conversando por mais alguns minutos, até que recebi uma sms do Jay nos chamando para almoçar, eu perguntei a Meg e ela assentiu. Sai do quarto dela e fui pegar a minha bolsa que estava no meu, e logo fui para sala esperar ela ficar pronta.


                                         Megan's Pov

Encostei a porta do quarto e aumentei o som, bem na hora de que Tocava Dirty Dancer do Enrique Iglesias. Procurei uma roupa no armário e logo me vesti (http://www.polyvore.com/cgi/set?id=65600983&.locale=pt-br), enquanto terminava de me ajeitar, comecei a dançar pelo quarto, sem me importar com Roxy gritando. Enquanto dançava tranquila, fechei os olhos e me imaginei em uma das minhas apresentações, até que senti ser agarrada.

- O QUE É ISSO? - estava rodando no ar, com alguém me abraçando pelas costas.


- Já se desacostumou com meus abraços? - ouvi a voz de Tom no meu ouvido. Sorri e finalmente ele me colocou no chão.


- Não, claro que não. - sorri para ele que estava perfeito com uma jaqueta de couro preta.


- Olha, eu quero falar sobre aquilo com o Max...


- Tom, por favor, eu não quero falar disso...


- Só queria pedir desculpas se ele falou algo que te machucou, e que se você quiser ficar com ele, você pode, é livre para fazer o que bem entender e eu vou continuar sendo seu amigo colorido. -sorriu. Tem como não amar Thomas Parker?


Apenas acenei com a cabeça, concordando. Não vou mentir que estava sentindo uma atração por Max e que não podia jurar que não ia se repetir de novo, mas que enquanto eu puder, vou me manter longe de Max George. Ele tocou meus lábios de leve com os dele, nossa amizade bastante colorida era bem engraçada. Descemos as escadas e Jay estava brincando de beliscar Roxy


- Para Jay! – ela disse sorrindo.


- Eita que aqui ta bom - Tom falou meio estranho e cai na gargalhada.


- Tem que ter o Thomas para atrapalhar tudo. - comentou Jay.


- Claro! O mais gato sempre tem que esta em todas!


- Nossa Tom! - falei rindo.


- Só que não. – comentou Roxy.


- Parem de falar assim do Tom! - falei e Tom me abraçou.


- Então me deixem em paz com o Jay. - ela disse colocando uma das pernas no colo dele, fazendo todos rirem.


- Enfim, chega disso. Vamos almoçar aonde? – perguntei.


- Vocês escolhem. - disse Jay se levantando.


- Roxy?


- Você que sabe, só quero um lugar que tenha coca cola.


- Parem de enrolação e vamos logo, tô morrendo de Fome e vamos para o McDonald's - Tom falou indo para a porta. Saímos junto com eles, entramos no carro e fomos para o McDonald's a gosto de Tom.


- Cadê o Seev? - perguntei para Jay que estava no carona.


- Ta indo para lá e vai apresentar a nova namorada. - ele sorriu.


- E cadê...- Roxy ia terminar mais se calou.


- Max e Nathan? O obrigamos a ficarem em casa, eles tem muito a conversarem. - Tom sorriu maligno.


- Ah! - eu e Roxy soltamos ao mesmo tempo. Chegamos no McDonald's e nos sentamos nas mesas. Eles foram fazer os pedidos enquanto eu e Roxy ficamos na mesa conversando.


- Será que a namorada do Siva é legal? - perguntei, batendo na mão de Roxy que derramava molho na mesa por pura diversão.


- Deve ser, o Siva tem bom gosto.


- Tomara que ela continue deixando eu agarrar ele ainda.


- Torce pra ela não ser ciumenta.


- Ta aqui os pedidos. - Tom colocou o meu na minha frente e se sentou, Jay fez o mesmo com Roxy, depois de algum tempo vimos Siva entrando no local.


- SIVAAAAAAAAA! - me levantei e sai correndo, Pulando em seus braços, que logo me acolheram.


- Pequena Grande Meg! - ele riu e bati em seu ombro pela brincadeira sem graça por causa da minha altura - essa daqui é a Nareesha.


Olhei a moça ao seu lado. Ela era morena, um pouco baixa para Siva, mas alta para mim, e extremamente Diva.


- Prazer Nareesha, meu nome é Megan. - a abracei.


- O prazer é meu. – sorriu.


- Ei que historia é essa de abraçar o Siva antes de mim? - Roxy falou atrás de mim e o abraçou -Nareesha, não é? Prazer Roxy. - ela falou a abraçando, que sorriu do mesmo jeito. Nos sentamos a mesa e continuamos o lanche.


                                           Jay's Pov


Já tínhamos terminado de comer, e estávamos apenas esperando as meninas terminarem o milk-shake. Assim que terminaram saímos do local, mas não tivemos muita sorte já que ali tinham alguns paparazzi. Eu peguei na mão da Roxy e a coloquei dentro do carro, assim como Tom fez com a Megan, e Siva com a Nareesha. Chegamos em casa alguns minutos depois, e recebemos a Noticia de que teríamos uma semana de folga, descansar de shows e afins.


- Que tal viagem? - sugeriu Nathan.


- Para onde Baby? - perguntei.


- LET'S GO TO THE BEACH BEACH! - gritou Tom.


- Até que não é má ideia. - Siva comentou olhando para Nareesha que apenas sorriu.


- Que Tal Roxy e Megan? - Perguntei para as duas que até então estavam caladas.


-Não sei... - Megan respondeu.


- Tenho complexos com praia. - Roxy sorriu torto.


- Por que?


- Não sou muito de ficar mostrando meu corpo.


- Nem eu. - Megan bateu na mão de Roxy, como um Hi-five.


- Mas... - Nathan começou a falar mas logo parou.


- Não tem nada de feio em seu corpo. - Max falou olhando para Megan.


- Não vou. - ela falou fazendo todos a olharem.


- Qual é Meg, pode ser divertido. - Roxy falou a abraçando de lado.


-Certeza? - Megan a encarou.


- Eu vou estar lá, então será legal.


- Vamos Megan, por favor, a Roxy já falou que vai, não é? - pisquei para Roxy.


- PARKER CADÊ VOCÊ INCENTIVANDO? - gritou Roxy, e ele que estava meio distraído se assustou.


- Vamos Meg! Eu vou estar lá pra te animar, se é que me entende. - ele sorriu malicioso.
 
- Agora eu vou! - ela sorriu com o que Tom falou, fazendo Max a encara-la.

 - E eu vou estar lá para aquecer Roxy nas noites frias. - falei e sorri. Senti os olhos de Nathan em cima de nós, mas nem me importei. Se ele não dá valor a ela, eu dou com  nossa amizade

Nenhum comentário:

Postar um comentário