domingo, 9 de dezembro de 2012

Capitulo 6



                                               Jay's Pov


Eu acordei com uma puta dor de cabeça, então tomei um remédio para ver se passava, já que hoje faríamos um show para apresentar a nova baterista.


- TOM VOCÊ FEZ CAFÉ? - gritei para ele que se encontrava na cozinha.


- FIZ VOCÊ VAI QUERER? VEM LOGO.


- Cheguei. - eu disse entrando na cozinha, onde Nathan se encontrava sentado na cadeira, Max olhava a geladeira e Siva esperava seu pão com manteiga ficar pronto.


- Ê Jay cheio de charme pra cima da Roxy eim? - perguntou Tom rindo.


- Ann? Que?


- Consegue nem responder. - comentou Siva.


- A gente não tem nada, resolvemos ser amigos que ficam as vezes.


- Amizade colorida. - disse Max.


- Exato.


- Mas vocês não sentem nada um pelo outro?


- Nadinha, a gente é quase irmãos.


- Irmãos não se beijam. – falou Nathan.


- Ciúmes Sykes? - perguntei desconfiado.


- Eu não, porque estaria? - ele tomou um gole do seu chá.


- Não sei, desde sexta você anda estranho.


- Não há nada de mais. - Falou e ouvi Tom querer sorrir, se engasgando um pouco com algo que bebia.


- O Tom não concorda.


- EU? me deixa fora disso cara. - Tom levantou as mãos.


- Mas aproveitando você Tom, como anda com a Megan? - perguntei e rapidamente Max desvio o olhar para a gente.


- Bem...o que dizer dela ...é tipo você e Roxy - ele sorriu.


- Só ficando mesmo?


- É ué, não acho que ela queira algo sério com alguém.


- TA ACHANDO QUE ELA IGUAL A VOCÊ PARKER? QUE SÓ QUER DIVERSÃO? – Todos os meninos olharam para Max espantados.


- OO baixa a bola garanhão.


- Você já se tocou do que ta falando Parker?


- Já Max, e não acho que esteja errado. Você acha que ela não quer se divertir também? Ela é linda pode ter quem quiser. Pra que se prender a alguém agora?


- Incrível como seu pensamento é fútil.


- Eu fútil? Vamos lá o que mais?


- Criança, babaca, idiota...


- Falou o maduro da história, me polpa Max.


Enquanto assistíamos aqueles dois com aquele bate -Boca que eu estava supondo uma briga ouvimos a porta da frente ser aberta.


-Oi Galera! - Megan falou entrando na cozinha e me dando um abraço ja que eu estava mais perto da porta. (http://www.polyvore.com/megans_clothes/set?id=65337194)


- E ai Galé, prontos pro show? - perguntou Roxy se jogando no meu colo. (http://www.polyvore.com/cgi/set?id=65335646&.locale=pt-br)


- Talvez - falei a olhando.


- Talvez? por que? - ela perguntou passando a mão por trás do meu pescoço


- Preguiça de cantar. - sorri para ela.


- O que acontecia aqui? - Megan falou se sentando e encarando Max e Tom que se olhavam estranhos.


- Nada demais. - respondeu Nathan encarando a mim e a Roxy.


- Então Roxy, preparada para hoje? – perguntei.


- Não.


- Por que?


- Um pouco nervosa.


- Não precisa - Siva falou e riu enquanto comia um pedaço de bolo de chocolate, mostrando os dentes sujos, fazendo eu e Megan gargalhar e Roxy fazer cara fofa para ele.


- Siva te amo! - Megan correu até ele e o abraçou.


- Cara me dá tua beleza e teu carisma porque tu pega as mina tudo! - falei para ele.


- Jay você ta com uma garota no seu colo, e eu que pego. Tem certeza? - ele perguntou fazendo todos rirem.


- É verdade. - sorri olhando para Roxy.


- Depois fala que é só amizade. - disse Max tomando um pouco de seu café.


- O que você tem Max? - Megan perguntou. Por favor pedindo mentalmente para eles não começarem uma briga.


- Nada demais Megan, alguns probleminhas pessoais.


- Eu vou pra sala. - disse Roxy se levantando.


- Affz meu colo ta tão ruim assim? - perguntei fazendo drama.


- Besta. - ela disse rindo. Ela se levantou e saiu da cozinha, enquanto os outros terminavam o café.


                                        Roxy's Pov


 Eu vim pra sala por que o clima lá não estava muito bom, liguei a televisão e deu direto em um canal de musica, que por acaso estava passando uma que eu e a Megan adorávamos.



- Megan corre aqui. - eu disse aumentando o volume da tv.


- Aff não precisa de desespero o que foi?


- Se liga na musica.


- Não acredito!


- Se lembra como dança né? - eu disse começando alguns passos.


- Claro! Afinal dancei ela em um show de talentos, ta ligada?


- Eu lembro! - eu disse rindo.


- Aumenta ai!


Eu aumentei o volume, e quando fomos perceber já estávamos dançando de acordo com a musica. Fazia muito tempo que eu e a Meg não dançávamos juntas, não daquele jeito.


- O que vocês estão... - disse Jay vindo até a sala e ficando paralisado.


- O que elas estão aprontando? - perguntou Tom que veio rindo e logo parou.


- Mas o que? - Siva veio e logo parou perto dos meninos.


- E esse som alto... - Nathan apareceu na sala e ficou parado, nos fitando.


- E vocês... - Max parou ao lado de Nathan.


Um estava babando mais que outro, era uma cena até engraçada. Eu olhei para Meg que estava dançando e rindo junto comigo


- Olha Roxy.


- To vendo Meg. – eu respondi rindo.


Eu e a Meg conhecíamos a coreografia daquela musica de trás pra frente, então de vez em quando rebolávamos e jogávamos o cabelo para provocar os meninos.


- “But be careful what you wish for 'cause You just might get it” – eu disse cantando e chamando o Jay. Eu acho que eu e a Meg tínhamos algum tipo de telepatia, por que ela pensou na mesma coisa e chamou o Tom.


 Eles foram até nós e entraram na brincadeira, bem tentaram, já que eram meio desajeitados. Eu e a Meg dançávamos um pouco sensual demais, e eles já estavam ficando louquinhos. Eu estava fazendo aquilo só para provocar o Nathan, já que ele estava nesse joguinho eu resolvi entrar também.


                                        Megan's Pov


Enquanto Roxy tentava dançar com Jay, Tom estava em uma tentativa falha de me acompanhar, mas claro, ninguém supera uma bailarina.


- Meu Deus você dança demais. - ouvi Tom falar enquanto ria. Não me importei e continuei a coreografia com Roxy.


Max estava olhando com uma cara nada legal. Acho que ele deve ter ficado com raiva por ter chamado Tom, mas ele estava tão estranho e fazer ciúmes é bom, não é? Eu dançava de acordo com a musica, jogando os meus cabelos e dançando passando a mão em Tom, que estava ficando tenso por causa da minha brincadeira.


- Megan... - ele falou e comecei a rir. Roxy não parava de dançar e rebolar para cima de Jay, até que a musica acabou.


- Que droga! Não fiz a minha saída triunfal! - murmurei.


- Ai foi divertido. - disse Roxy se jogando no sofá.


- Chateada, queria a minha saída. - fiz bico.


- Vai eu canto para você. - Tom começou a batida e a cantar. Comecei a dançar até que subi no sofá e parei com a mão na cintura e a outra na cabeça


- Só isso? Pensei que ia correr e pular em mim. - Tom se zangou.


- Não né Tom! Like a Diva - falei descendo do sofá e rindo.


- Quer transar Tom? Vai pro quarto. - Max se pronunciou e me assustei com o que ele falou. Me virei e o encarei.


- Depois eu que sou o criança da história. - Tom falou atrás de mim


- Mudando de assunto... não sabia que você dançava Roxy. - disse Siva interrompendo tudo.


- É que eu fiz hip hop por cinco anos, então sei dançar um pouco.


- Só sei que vocês vão ter que me ensinar a dançar.


- Vixe se ferraram. - comentou Jay.


- Eu não sei ensinar, só sei dançar - cocei a cabeça.


- Me ensina, vai - Tom me abraçou por trás.


- Não sei, pede para a Roxy - falei rindo.


- Sou péssima professora, me tira dessa.


- Ferrou, vão ficar sem as aulas. - falei fazendo Siva bufar. Tom beijou meu pescoço e em um reflexo olhei para Max que estava sentado nos fitando.


- Gente vocês estão esquecendo que hoje tem o show? E daqui 20 min é a passagem de som?


- Já ta todo mundo pronto? - perguntou Roxy.


- Parker já passou no banheiro? - comentou Siva.


- To indo agora. - ele respondeu rindo.


- Eca Tom! - me soltei do seu abraço.


- Tom porquinho. - comentou Jay fazendo todos rirem.


                                                Roxy's Pov


Depois do Tom passar no banheiro, nós fomos para a van e fomos até o local onde seria realizado o show, chegamos mais cedo por que teríamos que fazer passagem de som e afins. Chegamos, e já existiam algumas garotas esperando na fila, eu estava um pouco nervosa, já que seria o meu primeiro show para uma grande plateia. Já estávamos no palco ajeitando os instrumentos e aguardando o sykes.


- Não vamos começar a passagem de som? - eu perguntei impaciente.


- Temos que esperar a gracinha do Nathan parar de dar uma de galã. - respondeu Jay.


- Ah ele vai parar rapidinho. - eu disse pegando a minha baqueta e mirando nele, rapidamente eu a joguei e acertei a cabeça dele.


- MAS QUE DROGA ROXY. - ele gritou virando-se pra mim.


- PASSAGEM DE SOM AGORA, SE LEMBRA?


- JÁ TE FALARAM QUE VOCÊ É INSUPORTÁVEL?


- Pra falar a verdade não. E sua opinião também não importa. AGORA VEM LOGO CARAIO.


Ele se virou e despediu-se da garota que estava cheia de risadinhas pra cima dele. Começamos a passagem e o Nathan ficava fazendo gracinha e dançando para a menina, ela surtava com cada coisinha que ele fazia, idiota.


- CHEGA! - eu gritei jogando as baquetas no chão e saindo do palco. Fui para o camarim, peguei uma garrafa d'água que tinha no frigobar e me joguei no sofá, até que Meg veio conversar comigo.


- O que você tem?


- Nada.


- Você tem algo sim, o jeito que saiu do palco foi estranho. Anda, me diz.


- Nathan é o problema, ele é sempre o problema.


- O que foi que ele fez dessa vez?


- Fica fazendo gracinha ao invés de prestar atenção na passagem.


- Ciúmes Roxy?


- Do Nathan, haha sem ferrando.


- A tá quer que eu acredito em você?


- Quero!! Eu não sinto nada por aquele garoto, o que aconteceu aquele dia foi um erro, não vai se repetir.


- Eu duvido muito. Ta estampado na sua cara que você ta com ciúmes daquela garota dando em cima do Nathan Roxy, não adianta disfarçar!


- Ah talvez, não sei. AAAAAA droga de Sykes, por que tinha que aparecer.


- Ponto para mim, fiz você quase admitir que gosta dele.


- EU NÃO GOSTO DELE. É só atração física.


- Física, química...está claro que esta apaixonada por ele, mas claro ele é lindo, charmoso, sexy. Não tem como se apaixonar por ele.


- Mas não deixa de ser um babaca, idiota, panaca, retardado, bobo.


- Que você gosta


- Para de falar isso, eu me sinto pior.


- Ok. Só espero que comece a se acostumar com isso.


- Espero esquecer isso logo.


- Talvez.


- Era pra você me ajudar a esquecer, não ficar apoiando nós dois juntos.


- Eu só quero o seu bem. O que você decidir eu vou apoiar, sabe disso. Mas se eu vejo que você gosta dele quero mais que fique juntos.


- O problema é ele não querer nada. Só levar na brincadeira.


- Eu sei muito bem isso...mas acho que ele é muito imaturo para isso. É só esperar que com o tempo ele se toca.


- Odeio o Sykes. - eu disse me levantado e jogando a garrafinha de água no lixo.


- Não diga isso.


- É a verdade.


- Ok.


- Vamos para o palco? Os meninos devem estar confusos. - eu disse rindo.


- Você vai. Eu vou ficar no canto.


- Você me entendeu Meg. - Eu voltei para o palco, e os meninos ficaram me olhando com uma cara de: WTF? Eu mandei eles esquecerem e continuamos a passagem, depois de alguns minutos tocando, encerramos.


- Roxy me ensina algumas coisas? - perguntou Jay se sentando ao meu lado.


- Quem diria Jay eu te ensinando alguma coisa. - eu respondi rindo.


- Pra você ver.


- Então ta senta aqui no meu lugar que eu te ajudo. Nós trocamos de lugar, e ele estava tentando tocar mas estava errando tudo só me fazendo rir.


- Vai me ensinar ou vai ficar rindo?


- Ta bom. - eu respondi indo para trás dele e segurando o seus braços para ensina-lo, depois de alguns segundos estávamos tocando e é lógico que todos os olhares foram direcionados para nós dois. Nathan tentava evitar, mas não conseguia, até que nosso olhares se cruzarem e eu rapidamente desviei o meu. - Toca isso direito Jay! - sorri abraçando seu pescoço.


- Eu to tentando Roxy.


- Dê o seu melhor!


- Eu do o meu melhor em outra coisa. - ele disse se virando para mim, e me puxando para o seu colo, logo estávamos nos beijando. Reparei o olhar do Nathan caindo sobre nós dois que logo depois saiu do palco meio nervoso.


                                           Megan’s pov


Nathan passou pisando forte ,sai um pouco do meio pois ele poderia me atropelar.


- Que legal. - revirei os olhos.


- Me deixa. - respondeu Nathan que continuou andando até o camarim. Fui andando atrás dele, porém fui interrompida pelo Thomas que estava passando por mim naquele momento e me puxou pela cintura.


- Estava indo aonde? - Tom me olhou bem no fundo dos olhos.


- Er...Nathan esta com raiva, quis ajudar. - falei meio sem jeito por que ele me segurava pela cintura.


- Esquece o Nathan.


- Por que?


- Por que estamos só nós dois aqui sozinhos sem ninguém para atrapalhar. - ele respondeu dando leves selinhos no meu pescoço.


- E o que você pensa em fazer Parker? - sorri maliciosa.


- O que você quiser pequena.


- Não sei o que eu quero ainda... - segurei em seu pescoço.


- Eu posso te ajudar. - ele sorriu malicioso, e logo começou a me beijar... coloquei minha mão em seu pescoço, dando leves puxões em seu cabelo enquanto nos beijávamos.


Tom me pressionou na parede e sentia a sua respiração descompassada junto com a minha, nossas línguas se moviam em sincronia e nervosas, um desejando o outro. Quando ouvimos algumas pessoas vindo pelo corredor. Nos separamos e o olhei, logo ele me abraçou pela cintura e me levou até o camarim, que não tinha ninguém no momento, ele fechou a porta e voltou a me beijar, me prendendo entre ele e a parede, começou a descer beijos pelo meu pescoço quando a porta se abriu.


- Tom a gente ta pensando em... - Max parou de falar assim que nos viu. Me espantei e empurrei Tom, que logo olhou para Max.


- Diz ai cara. - Tom se virou para ele.


- Vocês iam fazer o que eu tava pensando?


- Claro que não Max! - o encarei seria.


- Suas atitudes não me dizem isso.


- Minhas atitudes? O que é isso Max? Que jeito de falar comigo é esse?


- Sim suas atitudes Megan, você fica ai se pegando com o Tom em tudo quanto é canto, e quer que a gente não pense que vai rolar alguma coisa?


- O que eu faço ou deixo de fazer é problema meu.


- Eu só não quero que você seja mais uma que o Tom pega e larga ok?


- Ser mais uma Max? Não se intrometa porque isso é problema meu! - me alterei e as ultimas palavras saíram com ódio.


- Só estou tentando te proteger ta legal? Pare de ser cabeça dura e me escuta.


- Te escutar com o que Max? Você fica falando essas coisas sem sentido, julgando as minhas atitudes.


- Julgar não é bem o termo certo. Eu não quero que você seja só mais uma, não quero ver você triste depois.


- Ta falando que sou má companhia Max? Que não sou capaz de ter algo sério com alguma garota? Já discutimos esse assunto. – interrompeu Tom


- Talvez Tom.


- Max o que ta te dando ultimamente? Você nunca foi de arranja briga com nenhum de nós e agora ta assim.


- Só não quero você usando a Megan como já fez com várias outras.


- Eu não estou usando ela. Estamos só nos curtindo juntos, ela sabe disso.


- Vai cair nessa Megan? - Max falou comigo. 

 - Não é da sua conta.

- Depois quando tiver se ferrando não venha atrás de mim. - falei.


- Pode deixar que você será a ultima pessoa a quem eu vou pedir ajuda. - falei ríspida.


- Deixa de ser burra...


- BURRO É VOCÊ IDIOTA!


- Não queria dizer isso.


- Mas falou. Quer saber Max? Chega! Cansei.


- Eu que cansei! Menina mimada que não enxerga as coisas.


- FODA-SE SE EU SOU MIMADA, SEU CARECA INTROMETIDO!


- Ainda não consegue arranjar palavras para me criticar, criança no tamanho e no cérebro.


- Foda-se Max. - falei o fuzilando. Tom se aproximou de mim, mas mesmo assim não diminuira a minha raiva. Quando Max ia falar algo, uma pessoa da produção apareceu na porta.


- 5 minutos para o Show rapazes. - ele falou e saiu.


- Boa sorte! - beijei Tom e o abracei, olhando Max, que pelas suas feições estavam com mais raiva ainda graças a isso. Passei por ele e sai para o meu local assistir o Show, enquanto eles dois mal se olhavam direito. Eu sabia muito bem que Tom queria só diversão, eu também. Mas não precisava Max ter ficado tão incomodado com isso.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Ameeeeei *--* capitulo perfeito..... necessito do proximo cap :D

    ResponderExcluir